private sessions


Sessões Particulares

A todos os interessados no meu trabalho de aconselhamento astrológico, informo que estou sem receber novas marcações - mas se quiser deixar-me um pedido "pendente", por favor envie-me um e-mail e eu contactá-l@-ei, a respeito da sua sessão, assim que tenha algo de concreto para lhe dizer sobre isso. Obrigado!


Esta informação (que peço leia atentamente, pois assumo que tomou dela conhecimento) clarifica aspectos muito importantes do nosso trabalho em conjunto e permite-nos tirar o máximo partido e proveito da relação profissional de Aconselhamento que iniciamos com uma Primeira Sessão – ou a relação profissional que reactualizamos, caso não seja a primeira vez que nos disponibilizamos para este tipo de Encontro.

Farei o meu melhor para garantir que todos os potenciais novos clientes lêem a informação aqui constante, nomeadamente solicitando a leitura desta página verbalmente ou por escrito, telefonicamente ou por e-mail, a todos aqueles que me contactem pela 1ª vez para (começar a) trabalhar comigo; e uma vez que esta leitura lhe seja solicitada, declinarei qualquer responsabilidade pelas consequências de você não o fazer, vale?

Aqui ficam pois os pressupostos, ou condições, do nosso contrato explícito de Trabalho conjunto:

1. os meus clientes são adultos psicologicamente saudáveis, com um nível suficiente de maturidade, inteligência e capacidade de insight para assumir responsabilidade integral pela sua própria existência, e que buscam compreensão, informação, apoio e competências terapêuticas e técnicas que os ajudem a lidar com os desafios das suas próprias vidas e dos seus momentos de uma perspectiva mais elevada - de "fora da caixa" dos seus próprios padrões habituais de pensamento, sentimento, e acção.



2. a essência, a orientação e a preocupação essenciais do meu Trabalho é terapêutica, dirigida ao insight, ao empowerment, à responsabilidade e à escolha pessoal; não se destina, nem pode, resolver, diagnosticar ou tratar problemas de saúde psicológica ou de outra natureza; nem a demitir, desresponsabilizar ou procurar fora, no Mapa, no futuro, nos outros da sua vida, no Saturno ou nas quadraturas as "razões", as "causas", ou as "culpas" pelos acontecimentos e experiências na Vida.


Não existe "culpa" mas Responsabilidade, não existe "futuro" mas Consequência, não existe (só) forma mas Fluxo na Vida. O meu Trabalho dirige-se à Essência e não à Aparência da Vida, e quem não reconhece Vida além da 3-D não tem como tirar partido, apreciar ou beneficiar deste Trabalho.


este é um bom momento para reler o texto A Astrologia da Escolha Iluminada, que dá nome a este mesmo blog, e refrescar a nossa abordagem à Astrologia... e à Vida.



3. os meus clientes não procuram respostas fora mas dentro de si, nem adivinhação na Astrologia, nem previsões nas minhas sessões, se por "previsão" entendermos que o "futuro" e a Vida acontecem independentemente das sua escolhas, responsabilidade pessoal, auto-compreensão, consciência evolutiva, e trabalho pessoal sobre si próprios 


Os "planetas" inclinam mas não obrigam - e o que (nos) indicam, por isso e à falta de melhores palavras sintéticas, são as linhas de desenvolvimento espiritual, mental, emocional e material, as tendências, a essência dos desafios e os seus timings - mas não os acontecimentos.


Na minha miopia, os "acontecimentos" resultam mais da resposta individual às propostas dos "planetas" do que os "planetas" em si e o essencial é compreender as propostas, reconhecendo as consequências inevitáveis e prováveis de cada escolha, mais do que "acontecimentos futuros" que não existem independentemente da escolha pessoal.



4. os meus clientes não buscam Controlo sobre a Vida, mas Consciência necessária e indispensável para lidar com a sua própria vida; só isso dispensa - ou cura - o medo da Vida que nos conduz à necessidade de controlar, antecipar, ou prever

Clientes mais assustados e controladores beneficiarão mais, no curto prazo (diz a minha costela irónica), de um astrólogo igualmente assustado e controlador que utilize a Astrologia para se defender da Vida em vez de tirar partido das infinitas possibilidades de Evolução e Crescimento que a Vida tão generosamente nos oferece a todos e a todo o momento.



5. depreender-se-ia que nesta perspectiva as "previsões" não são possíveis, desejáveis, ou utilizadas em consulta; mas essa não é a verdade completa nem inteira


As "previsões" têm o seu lugar, a sua função, e níveis relativos de probabilidade, por vezes bastante alta - assim como é altamente "provável" ou "previsível" que os automóveis não circulem em sentido proibido, que parem nos semáforos vermelhos e não atropelem os peões nas passadeiras; que os andaimes das obras não caiam, que um padre, um contabilista, um advogado ou um médico honre a sua profissão em termos legais, éticos e deontológicos, que os meios de comunicação divulguem informação correcta, verdadeira e confirmada por fontes, e a distingam da opinião pessoal ou dos interesses dos lobbies.


Mas parece evidente que nem sempre é assim; parece evidente que a Vida não oferece certezas; e parece evidente que a Vida resulta da Escolha e da Consciência individuais.

É por isso que é, para mim, tão mais importante desenvolver com, e nos, meus clientes os "orgãos internos" e a Consciência que permite navegar as ondulações da Vida com maior clareza, segurança pessoal e confiança na própria percepção.



6. o objectivo do meu Trabalho é, em suma, autonomizar os indivíduos e desadulterá-los, devolvendo-os à sua própria essência - para que possam tornar-se adultos respons-hábeis, potentes, criativos, livres, questionadores de si próprios e fiéis a si mesmos


Não me interessa tanto - para não dizer que não me interessa nada (e a si muito menos, acredite) - o que é que vai acontecer quando, por exemplo, Urano entrar na Casa VII das Relações; interessa-nos é discutir consigo os padrões e as questões emocionais, psicológicas e espirituais envolvidas com a sua própria experiência subjectiva, percepção e expectativas em relação às "questões relacionais".


O que é certo, com Urano a entrar na Casa VII (tanto quanto alguma coisa é certa... digamos, antes, altamente provável!), é uma reinvenção das relações, especialmente as mais próximas, íntimas e significativas, e a urgência em libertar-se de todas aquelas relações que deixaram de ser estimulantes ou servir o seu crescimento. Assumindo que se está vivo! :-)

Não é certo... o quanto você vai abrir-se a esta emergência existencial, se vai reconhecer dentro de si o seu próprio impulso de mudança, se vai validá-lo, qual é a sua disponibilidade para se aceitar, para se questionar, para mudar, quão disposto está a constatar, assumir, confrontar, partilhar, discutir os seus próprios valores, padrões, crenças, assumpções e experiências... enfim, se quer viver :-)

... porque nada disto é do Urano que depende: mas de Si! O Urano apenas "diz": tá na hora de voltar a estar vivo - e se é na Casa VII do seu Mapa, o essencial dessa experiência decorrerá no contexto das suas relações mais significativas! E o resto... é consigo.


Agora. Se o Urano vier, disser 'tá na hora de mudar', você não fizer nada a não ser enterrar a cabeça na areia e entrar em negação, um dia os papéis do divórcio a seguir ao pequeno-almoço vêm recordá-la do que andou silenciando todo esse tempo; o marido diz apaixonei-me pela secretária - ou a esposa pelo melhor amigo do sobrinho surfista - é o Urano a dizer eu avisei e tu decidiste não fazer nada e sabes que mais?, fiz eu por ti que a vida não pára. E é quando você explode, despeitada e indignada (por ter sido ultrapassada?) - se eu soubesse qu'isto ia acontecer tinha-me eu divorciado primeiro

e assim vem a liberdade nas relações à bofetada, vinda de fora, como se fosse imposta, quando na verdade foi simplesmente não ouvida.


tá a ver? sim, é mesmo, é mais ou menos assim que funciona.

e o meu trabalho é, metade das vezes, dizer-lhe aquilo que você preferia não ouvir. E a outra metade, é validar tudo aquilo que você já vinha sentindo, intuindo, ou desconfiando (vá-se lá saber por quê ---)


Se compreende - e ainda assim - quer trabalhar comigo de acordo com a perspectiva e as condições enunciadas, e as aceita explicitamente, consulte e/ou faça o download do "Consentimento Informado", com as condições mais pertinentes das minhas sessões, e depois disso tudo, se ainda estiver para aí virad@, pois então: escreva-me*

e só para que fique clara - mais clara ainda - a nossa abordagem à Evolução, à Astrologia, e à Vida, aqui fica um dos pensamentos do Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov:

"As pessoas têm curiosidade em conhecer o seu futuro… É natural, mas, para isso, não é necessário irem consultar clarividentes: é muito fácil conhecer o seu futuro e eu posso demonstrar-vos isso. O que vos direi não vos dará informações sobre os encontros que tereis em breve, os ganhos ou as perdas de dinheiro, as doenças, os acidentes, os sucessos… Mas, que importância tem isso?

O importante, para vós, é saberdes se avançareis, ou não, no caminho da evolução, se sereis livres, se vivereis na luz e em paz… E isto é muito fácil de descobrir. Se gostais de tudo o que é nobre, justo e belo, se trabalhais com o vosso coração, o vosso pensamento e a vossa vontade, plenamente, para alcançar e realizar aquilo de que gostais, o vosso futuro já está traçado: um dia, vivereis nas condições que correspondem às vossas aspirações, ao vosso ideal.

É isto que é essencial conhecerdes em relação ao vosso futuro. Tudo o resto é secundário, pois pode ser-vos dado e tirado. Quando deixardes a terra, só ficareis, verdadeiramente, com o que fizestes para corresponder às aspirações da vossa alma e do vosso espírito."


Bem-vind@ à experiência da Escolha Iluminada. Com a Consciência como Guia *