private sessions


Será um Prazer, um Privilégio e uma Alegria receber pedidos para marcação de uma sessão particular. A minha agenda de trabalho é imprevisível e tem uma ordem própria, e confiamos que o nosso momento chegará na altura cosmicamente perfeita. Interessa é fazer o primeiro movimento, e que o pedido/intenção fique registado. Às vezes demora dias, outras vezes semanas, mais raramente vários meses - e já chegou a demorar anos :-)

Temos é de confiar - na Vida, e no impulso. Mas antes,

sugere-se que antes de marcar uma sessão:

- leia e aprove o nosso Consentimento Informado

- leia os textos Jacques Casteau e A Astrologia da Escolha Iluminada


- se certifique da exactidão relativa dos seus dados de nascimento (data, hora exacta - ao minuto, idealmente - e local de nascimento) e mos envie com antecedência, porque eu preciso de tempo para preparar o seu Mapa Astrológico, Trânsitos, Progressões, etc., enfim: fazer o meu TPC para nos situarmos no Tempo através da lente astrológica que utilizo, a par das minhas outras "valências"

- clarifique, na sua cabeça, o que quer retirar da sessão (pelo menos quando decide marcá-la)

- leia o restante do texto nesta página

pode ser?

* * * * *

Algumas pessoas procuram-me porque algo nos seus sistemas habituais falhou, emergiu, ou mudou (inevitavelmente, mudou). E essa é a brecha por onde podemos entrar: eu pela sua mão, e você pela mão de uma sessão de aconselhamento astrológico de orientação terapêutica/espiritual. Uma sessão deste tipo requer uma Aliança em que cada um entra com o melhor que tem e pode, a partir de uma necessidade real e de uma intenção autêntica, e de uma Vontade em procurar significado, sentido, direcção, e tudo o mais que faz parte do Pró_Cura e da Realização do Ser Humano. Todos os dias peço para ser capaz de fazer o meu melhor da minha parte, e neste texto, peço-lhe a si para fazer o melhor da sua parte.

- também há pessoas que procuram informação mais "prosaica", para organizar e decidir a vida prática, e está tudo bem, e é justo, e é correcto, e também é necessário. Nem todas as pessoas precisam ou procuram em todos os momentos a Astrologia para resolver ou enfrentar dramas existenciais, encontrar um propósito maior, atribuir sentido às crises, e cumprirem-se como Almas. Às vezes é só mesmo para saberem a melhor altura para comprar ou vender uma casa, casar, inaugurar um projecto, lançar um serviço, tomar uma decisão importante. É claro que nada disso é independente de outros processos, "maiores", ou "internos": e há lá evento mais importante (relativamente, enfim) para a nossa Jornada do que mudar de emprego, casar, mudar de casa, procurar uma vocação, lançarmo-nos num projecto novo, perseguir um novo rumo de estudos ou formação, etc., se todos esses são marcos importantes no nosso caminho e é daqueles, largamente, que este se compõe?

Não há nada de errado (nem nada de mais adequado) em procurar a Astrologia para nos ajudar a viver de forma mais fluida e em harmonia com ritmos que não controlamos nem sempre compreendemos: mas que a Astrologia nos ajuda a conhecer, se tivermos vontade, a disponibilidade e a abertura para fazer a experiência e confiar.

Seja como for, antes de marcar uma sessão é importante que clarifique a sua Intenção, porque

a não ser que seja eu a contactá-l@ e a pedir-lhe para me deixar ver o seu Mapa - o que acho pouco provável que aconteça, pelo menos nunca aconteceu em quase vinte anos anos de prática profissional - não assuma que eu tenho algo para lhe dizer se você não trouxer para a sessão, e dentro de Si, um pedido, uma busca, uma necessidade, um assunto, um mal-estar (assumo que não virá contratar-me e pagar-me só para partilhar os seus entusiasmos e alegrias);

posso ter o que acrescentar à sua intenção e pedido, às suas questões, interrogações e desafios, posso ter como atender às suas necessidades do momento, ou sugestões para lhe fazer, caminhos para lhe propor, clarificações para ajudar a gerar, reformulações da maneira como interpreta os acontecimentos da sua vida, posso ajudar a preparar-se conscientemente para aproveitar as ondas e timings evolutivos da sua própria vida, conforme mostradas no seu Mapa de nascimento,

mas não pense que eu tenho uma bola de cristal para adivinhar por que é que ali está, a solução para todos os desafios da sua existência, ou que tenho como salvá-lo de fazer o seu próprio Trabalho, porque isso É a vida. Não imagine que é por fazer uma consulta de Astrologia que compra direito à iluminação, à felicidade, a satisfação de todos os desejos, o fim de todas as dores que nos fazem, a todos, crescer. Quando muito, conquista o seu próprio direito, merecido em virtude das suas próprias escolhas, a reconhecer que a (sua) vida - incluindo as crises, presentes passadas e futuras - tem muito (mais) sentido, significado, propósito e oportunidades do que se calhar suspeitava até aí; quanto mais não seja, trouxeram-n@ até este preciso momento - e onde estaria, imagina?, se tivesse sido diferente?

E quão diferente pode vir a ser, já pensou nisso?

A Astrologia ilumina o Caminho (mas mais importante, ilumina a Psique individual e colectiva que criam o caminho enquanto o percorremos) - mas não nos demite de o percorrer... nem de fazermos a nossa parte do Trabalho.

De modes que,

é escusado marcar uma sessão em busca de pensos rápidos para feridas antigas que requerem é Cura; é perda de tempo e energia usar uma sessão para ir despejar do saco das reclamações, das queixas e das justificações em que já nem você própri@ acredita sem querer ouvir, questionar ou mudar nada nada,

é um desperdício ir para uma sessão para fazer jogos, cruzar os braços (quer em sinal de fechamento e defesa, quer em sinal de desistência), porque ninguém pode fazer por si o que não fizer por si própri@,

é contraproducente queixar-se da vida e dos outros sem assumir responsabilidade por si própri@ e por tudo o que existe no seu campo de experiência e percepção - afinal, é o seu campo de experiência e percepção: é a sua vida!, e o principal responsável por ela... adivinhe :-) (uma pista: não são as pessoas a quem paga para @ salvarem dela...)

é inútil marcar uma sessão se não quer aproveitar o investimento que estamos a fazer os dois para atender e cuidar do seu processo. 

é inútil marcar uma sessão se não for para Trabalhar. Porque como diz a máxima que um amigo encontrou na Findhorn Foundation: "Trabalho é Amor em Acção".

* * * * *

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem só se queixa ou procura soluções no exterior?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem só fala e não ouve coisa nenhuma?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem acha que a responsabilidade pelo que acontece na sua vida é culpa dos outros, do pai, da mãe, d@ namorad@, da crise ou dos astros?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem não dá nada de si? Que não se pode dar nada a quem não tem como receber?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem tem uma relação profundamente magoada com a vida e não quer, ou é capaz, de o reconhecer e muito menos de dar os passos necessários para a curar?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem acha que está a comprar um direito perante a Vida só porque está a pagar uma consulta de aconselhamento?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem "acha" (ou melhor, sente) que quem não é refém ou cúmplice da sua própria versão, cegueira ou prepotência (o terapeuta, o conselheiro, a testemunha à sua frente) não é suficientemente boa pessoa, e que quem não está do seu lado como deseja, entende ou pode aceitar - está contra si?

isto quer dizer que não se pode fazer nada por quem sente que o que lhe é dado nunca lhe chega, e precisa permanente, insistente e continuamente de exigir, extorquir, reclamar mais do outro, e sentir-se uma vítima quando as suas pretensões e exigências infantis não são atendidas?

isto quer dizer que não se pode acrescentar nada a quem não tem espaço?

isto quer dizer que não se pode fazer nada, nesta abordagem, por quem acha que as respostas estão todas no "Mapa Astrológico" - e não na sua própria consciência; e não compreende que no Mapa, o que está é um caminho de regresso a ela, ou melhor, a Si?

não, não necessariamente. Podemos sempre fazer alguma coisa. Temos vinte anos de experiência nisto; já são muitos anos a virar frangos :-)

Na verdade,

Podemos fazer muita magia numa sessão, ou então magia nenhuma: é também de si que depende, e não só da minha "competência" ou da minha disponibilidade em encaixar-me no que você pensa que eu devo fazer para @ servir; é você quem tem de estar maduro o suficiente, cansad@ o suficiente de repetir os mesmos padrões, abert@ o suficiente para olhar, ver, reconhecer, e depois - se deus quiser e você também: transformar.  Atender. Resolver. E curar.

De mim, depende fazer a minha parte. E este texto é sobre a sua - é por isso que lhe peço que o leia de uma ponta à outra antes de marcar uma sessão, para saber ao que vem. Ou pelo menos, ter uma ideia.

Por isso clarifique, na sua mente e no seu Coração, se sente que é altura de marcar uma sessão destas e ter um Encontro real. E prepare-se para uma sessão terapêutica.

Porque se quer uma sessão puramente "astrológica" no sentido tradicional, em que alguém se esconde, perdão, senta atrás do seu Mapa, e lhe diz (por palavras ou através da postura): "sente-se aí e oiça, que lhe vou revelar os segredos do universo, dizer-lhe tudo o que lhe aconteceu na vida e quando, e ainda lhe vou dizer o que vai acontecer a seguir, e a seguir vou-lhe dizer o que você tem de fazer para evoluir, porque eu sei tudo e o Mapa diz tudo e você só tem de ouvir, obedecer e cumprir", então, se esse modelo ressoa mais com a sua estrutura psíquica, não há-de ter dificuldade em encontrar quem lho faça - eu é que não sei, não posso, não quero, e não quero ter esse karma :-)

- e além disso não acredito nesse modelo da autoridade exterior, como o da Medicina alopática, e acredito mesmo - por isso estou sempre a ter provas daquilo em que acredito: acontece-nos a todos! - que cada pessoa tem um núcleo de Sabedoria, Integridade e Divindade, embora, às vezes, com muitas crostas (de trauma, de aculturação, de educação, de socialização, de distracção, e de ignorância) à volta. O meu trabalho é ajudar a restabelecer esse contacto, e devolver a cada Um responsabilidade e poder sobre a sua própria Vida. Senão, nem sequer é Vida.

Por isso prefiro ter uma abordagem terapêutica (therapeuein significa, originalmente, prestar atenção e cuidados), ser guiado pela minha própria intuição tanto quanto pelo Mapa e pela nossa interacção, e trabalhar a partir daquilo que em cada momento surge como a mensagem para si, e o trabalho a fazer no momento; para mim, a Vida é momento a momento, e um Mapa não se lê de uma vez por todas e em definitivo: vai-se escrevendo, tal como à Vida, com as nossas próprias escolhas.

É por isso que chamo à "minha" Astrologia a da Escolha Iluminada, e à minha abordagem, diferente do que vejo, observo, conheço, e exploro há mais de vinte anos envolvido neste métier. E é por isso que é importante para mim que todos os meus novos e potenciais clientes leiam todo este relambório antes de se meterem "nisto", porque geralmente não é esta a primeira ideia que as pessoas fazem do que é "Astrologia" - e esse é o rótulo mais próximo, embora insuficiente, daquilo que eu faço nas minhas sessões particulares.

Eu não estou no negócio de "ler" Mapas, adivinhar ou prever futuros: estou no Serviço de ajudar a criar destinos mais interessantes para quem me procura - mas mais importante, se pró-cura.


* * * * *

O nosso Encontro, assumindo que é a primeira vez ou não acordámos explicitamente uma duração menor e como explico no Consentimento Informado, terá a duração de 90 minutos (o que não fizermos nesse tempo não vamos fazer por arrastar a sessão mais vinte minutos, ou meia hora, e além disso, eu tenho geralmente outros clientes marcados, pelo que o respeito pelos horários é outro aspecto importante do nosso trabalho juntos, e de qualquer outro trabalho terapêutico, na verdade; se for necessário e pertinente, podemos sempre marcar outra sessão)

e recordo:

não venha à espera que eu adivinhe, acerte, resolva, ou faça demonstrações para provar a Astrologia ou a minha capacidade; não sou um astrólogo convencional, nem sequer propriamente um "astrólogo" - tenho uma orientação terapêutica e espiritual, um método próprio disfarçado de diálogo e interacção, e cada vez menos paciência para blablabla que seja discurso circular sem fim ou resolução à vista; estou neste Serviço para ser útil às pessoas que lidam com questões, desafios, inquietações, dúvidas e problemas concretos e precisam de compreender e serem compreendidas - e a astrologia ajuda-nos muito nisso; na verdade, precisamos mais nós da Astrologia do que a Astrologia precisa de nós :-)

não tenho a pretensão (nem interesse, nem crença) em "ler" o seu Mapa (como poderia, se você continua a escrevê-lo momento a momento, dia-a-dia?), nem em dizer-lhe o que fazer, nem sequer em rotulá-lo de acordo com a minha própria miopia, fazer vaticínios que @ demitam da sua própria responsabilidade e escolhas na vida. Mas se leu os textos anteriores, já tem por esta altura uma ideia clara do que esperar. E não é uma Astrologia do cro-magnon.

É uma Astrologia para a Escolha Iluminada.

E a Escolha faz toda a diferença.

Porque é no Presente, afinal, que se cria o Futuro

E isso é que importa *

... para adivinhar, há videntes de feiras isostéricas. Para julgar, há astrólogos cheios de certezas. Para lhe dizer o que fazer, há muita gente disposta a usurpar esse poder (será usurpar, se for você a oferecê-lo de mão-beijada?

Deixo-lhe, para terminar, e à laia de síntese, a reflexão do mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov sobre este assunto:

As pessoas têm curiosidade em conhecer o seu futuro… É natural, mas, para isso, não é necessário irem consultar clarividentes: é muito fácil conhecer o seu futuro e eu posso demonstrar-vos isso. O que vos direi não vos dará informações sobre os encontros que tereis em breve, os ganhos ou as perdas de dinheiro, as doenças, os acidentes, os sucessos… Mas, que importância tem isso?

O importante, para vós, é saberdes se avançareis, ou não, no caminho da evolução, se sereis livres, se vivereis na luz e em paz… E isto é muito fácil de descobrir. Se gostais de tudo o que é nobre, justo e belo, se trabalhais com o vosso coração, o vosso pensamento e a vossa vontade, plenamente, para alcançar e realizar aquilo de que gostais, o vosso futuro já está traçado: um dia, vivereis nas condições que correspondem às vossas aspirações, ao vosso ideal.

É isto que é essencial conhecerdes em relação ao vosso futuro. Tudo o resto é secundário, pois pode ser-vos dado e tirado. Quando deixardes a Terra, só ficareis, verdadeiramente, com o que fizestes para corresponder às aspirações da vossa alma e do vosso espírito."

Omraam Mikhaël Aïvanhov
 



Amén!


... e se depois disto tudo ainda quiser marcar uma sessão, presencial ou por Skype (não faço relatórios escritos, são demasiado trabalhosos e caros e exigiriam sempre interacção com o próprio - é muito melhor, directo ao assunto e produtivo marcar uma sessão viva) utilize a página Contactos deste blogue. Obrigado!