13 de março de 2017

a quem estuda Astrologia



«Quando começas a aprender Astrologia, a tua percepção do mundo e de ti mesmo começa a mudar.

Por exemplo,

Deixas de ter crises. Passas a ter trânsitos.

Os outros deixam de ser materialistas, passam a ser Touro. 

Tu deixas de ser impulsivo, arrojado e um 'cadinho egoísta. Tens é muita energia em Carneiro.

Não tens saudades de casa, é a Lua em Caranguejo.

Os teus conflitos internos passam a ser quadraturas, e o que projectas nos outros: são as tuas oposições.

Já não ligas à meteorologia nem às palavras cruzadas: quando te vais sentar na sanita, o que levas são as efemérides.

E com Leão Capricórnio mal integrados, e um Júpiter Mercúrio manhoso, já tens desculpa para a arrogância e superioridade que sempre resististe a exibir: agora olhas para o Mapa de alguém e tens a fantasia pretensiosa de que já sabes tudo o que há a saber sobre o outro. 

Vais-te afastando dos outros, não necessariamente pelos motivos mais legítimos - é que à medida que enfias os outros em caixas, vais cavando o teu próprio buraco que te impede de ver a Vida, e passas a confundir a tua miopia com tudo o que há para ver. O recorte do teu buraco com o Céu todo que existe. E as verdades que tomaste emprestadas como reais e suficientes para Ser.

E passas a ter sempre um comentário iluminado e amoroso por fazer. Quando alguém te diz que lhe morreu um filho a fazer férias na neve, nem vacilas enquanto comentas "claro, tás com o Plutão em cima do Sol na Casa 5!". Sabes, um abraço e o teu silêncio pré-astrológico teria sido suficiente, e mais do que isso, demais.

Mas tu já não tens a noção do essencial. Porque tu agora és "astrólogo", e de tanto aprender supostamente dos Céus, alçaste-te ao panteão olímpico, e estás à direita de Zeus, com mais uma Bíblia na mão traduzindo aos pobres ignorantes a Inteligência dos Céus.


Quando começas a aprender Astrologia, começa muita coisa a mudar. Assim se te abra o Coração, para que te abras à Vida, em vez de usares o que sabes para te defenderes e controlar.»
Enviar um comentário