26 de janeiro de 2017

Lua Nova de Aquário 2017

27 Janeiro 2017

... tempo para despedidas

(e por que não?),

despedimentos *

tempo de dizer adeus e obrigado,

olá e bem-vinda

a uma nova e estranha forma de vida

(antes tranha, ques quesita - e o estranho é simplesmente o ainda não familiar, e já se sabe, quando se torna demasiado familiar, vem o Urano - e des_liga. É que num mundo em movimento, quem se acomoda: regride)

simbolizada pela Lua Nova de Aquário, esta madrugada,
esta vida nova
em que estou quase certo
podes deixar para trás coisas
na justa medida em que preferes as coisas que esta nova vida te traz

coisas

é forma de dizer, pois o que menos interessa na vida são coisas

coisas são coisas são coisas são coisas

e qualquer coisa é uma coisa
quando deixou de ter Vida a animá-la,
quando deixou de poder animar a Vida *

Lua Nova de Aquário com Urano-Júpiter-Saturno, Vénus e Marte a mudar de signo não tarda,

a iniciar novo ciclo

e nós a despedirmo-nos do inverno finalmente,

o inverno do nosso descontentamento

o frio e a chuva, a deprè e as lágrimas que têm de correr quando têm de correr

como o fluxo da Vida

para que tudo se renove

e Viva

e gradualmente, as águas hão-de secar,

o frio há-de passar,

e um novo ciclo começa.

brevemente, num local dentro de si

enquanto se prepara

mais um dos verões mais quentes de que seremos testemunhas

mas por enquanto inda é só transição

faltam as andorinhas, e tantas outras coisas

mas as dietas e os hábitos e os ritmos, ah esses,

estão no ponto

de serem reinventados

assim como cada Um de Nós

assim abra cada Um de Nós

as suas asas ao futuro,

abrace e cuide de preparar a despedida

de se preparar às boas-vindas

de se preparar para mais Vida.

É que é Lua Nova de Aquário,

com Júpiter-Urano-Saturno

que se traduz como "a sorte protege os audazes"

e a sorte está lançada

assim se lancem os audazes sem se lancetarem nas farpas das suas próprias dúvidas

até se diz em latim,

"alea jacta est", que é como quem diz,

a elefanta foi ejectada

ou quase

quase

q'uisto dos Uranos põe-nos nervosos, e já se sabe,

quando os nervos nos lançam mais cedo do que é suposto,

como uma elefanta que sai disparada demasiado cedo e é posta em liberdade antes do tempo, e do termo,

não é liberdade: é ejectuação precoce *

e a álea ainda não jacta est, propriamente,

mas est

á

quase *

já não falta tudo. Um golpe de asa,

uma Lua Nova,

uns ingressos em Carneiro,

e é ver

a elefanta a voar *

e ficamos todos curiosos por ver

aonde terá a álea alada chegado

no final de Fevereiro,

que pode bem ser a próxima meta

da nova dieta,

do próximo voo,

da boa vinda,

da nova vida

que começa este fim-de-semana

com um despedimento

ou uma

despedida *
Enviar um comentário