3 de dezembro de 2013

Gémeos - insights astrológicos até 2015



Gémeos
(signo Solar ou Ascendente)

O ano de 2014 começa consigo a pensar, secreta e inconfessavelmente – para não dizer, de forma obsessiva - no quão mais fácil a vida seria se os outros não lhe exigissem tanto; ou se você não exigisse tanto de si próprio na sua relação com eles; o que também pode ser visto por outro ângulo (afinal, a sua natureza é a de considerar todas as questões de todos os ângulos possíveis, e a angústia, tantas vezes, vem a dificuldade em comprometer-se com um deles – mas isso é outro assunto):


... a vida poderia seria mais fácil, realmente - se você não dependesse tanto, ou esperasse tanto, dos outros. 

E seria mais fácil ainda se, por causa do seu próprio medo, insegurança ou falta de abertura, não desse por si a querer controlar, mimetizar ou antecipar, inconscientemente, as respostas e reacções dos outros – até, e tantas vezes, às custas da sua própria comunicação autêntica, das suas próprias respostas, e das suas próprias verdades. Da sua própria voz. 


Este pode, por isso, ser um período para simplificar a sua vida neste sentido; um ano de Autenticidade, um ano em que você descobre – ou reclama, ou assume - a liberdade de repôr a verdade nas suas relações dizendo o que tem a dizer, e o que realmente pensa, e o que realmente quer, e de se confrontar com os seus próprios medos de perder – nem tanto os outros, mais propriamente o controlo (ou antes, a ilusão do controlo) das relações. Da segurança. Ou das recompensas.


E os “outros” são todos aqueles em quem você investe, ou investiu, energia emocional, ou que você sente que dependem de si – mesmo que seja você, no fundo, a depender deles. E pode nem sequer ser deles, mas da sua própria necessidade de que existem sempre “eles”. E elas. E este será o período em que, em nome da sua própria dignidade, equilíbrio e bem-estar, você pode – e deve – rever profundamente as suas dependências e ganhar assim maior maturidade, auto-suficiência, e uma nova liberdade.


As suas actividades profissionais têm provavelmente passado por um período de alguma indefinição, incerteza ou contornos pouco claros; mas à medida que você próprio estabelece mais firmemente quais os seus próprios valores fundamentais e se confronta com o desencontro inevitável entre quem você é e o que você faz, a partir da segunda metade de 2014 pode trazer-lhe novas oportunidades de aprender, deslocar-se, reunir(-se de) pessoas e voltar a estimular a sua mente em palcos mais adequados à sua auto-expressão; e isto parece particularmente relevante se o seu trabalho está relacionado ao ensino, à comunicação, e de uma forma geral – com públicos e pessoas. E é bem possível que venha a encontrar, nesses mesmos contextos, pessoas significativas e importantes para a sua vida pessoal e amorosa, presente e futura.


A sua vida amorosa pode bem, aliás, vir a ser uma das áreas mais estimuladas e estimulantes do ano, generosa ou precipitadamente partilhada com amigos e/ou colegas de trabalho - palco potencial de confusões, desafios, avanços, recuos, arrependimentos e saltos no escuro. Certifique-se, antes de misturar trabalho com conhaque, ou amizade com amor, que tem plena consciência de que beber de certos cálices é uma carga de trabalhos, e que as amizades mudam de cor quando se lhes trocam as tintas. É que pode ter vir a ser tão estimulante, quanto desafiador, pôr-se a trocar tintas com amigos, ou deixar-se conduzir para mais longe... enquanto trabalha.


E saiba que no último trimestre de 2015 as circunstâncias mudam significativamente.
Palco do crescimento: a descoberta de novos palcos, a relação com filhos e/ou amantes


O que evitar: continuar preso a uma mentalidade comum


A expansão vem: do respeito pelos seus próprios valores e capacidade de os comunicar


Do que não pode escapar: de fazer o que tem a fazer


As principais batalhas do ano: auto-afirmação e diligência pessoal


Reinvente-se: nos seus projectos, amizades e contactos


Confie e entregue ao Alto: a descoberta, ou a vivência, da sua vocação



"Recado" particularmente relevante, à parte as especificidades dos destinos, percursos, escolhas e karmas individuais, e que só o Tema Astrológico revela na sua natureza e timings, para todos aqueles com o Sol ou o Ascendente em Gémeos.

Feeback é sempre bem-vindo, para me ajudar a melhorar o que faço e, assim,
a ajudar melhor - no que isto possa ajudar - cada um a viver com mais consciência.


Enviar um comentário