8 de outubro de 2013

uma proposta para todos os dias

toma nota desta data: amanhã, l'aprés-midi. Quando acabares de almoçar nesse dia - se és daqueles privilegiados que têm alimento na mesa - permite-te arrotar de satisfação, esfrega a barriguinha, e diz a ti próprio: "hoje, a Vida mudou!".

toma nota desta data e deste procedimento. Podes até nem arrotar, mas esfrega a barriguinha e diz a ti próprio: "hoje, a Vida mudou!"

e depois, faz a primeira boa-acção que puderes pelo primeiro desconhecido que encontrares - será provavelmente um homem. Senão, era uma desconhecida. E no final, depois de fazeres alguma coisa de útil ou de simpático por ele - ou por ela - diz-lhe: "hoje, a sua vida mudou!"

e pede-lhe que faça o mesmo, se e quando puder. Mas que não se esqueça (basta assim; a maior parte de nós ainda é largamente condicionada pelo medo das "consequências". E os medos maiores são os indefinidos. Não concretizes, diz-lhe só: "quando puder, faça o mesmo por alguém e não se esqueça de lhe dizer: - hoje a sua vida mudou". Isso deixará pelo menos a semente; o solo que ela, a se_mente encontrar, isso já não te diz respeito).


Confia e entrega.

e espera.

e observa, com muita atenção, o que começa a acontecer à tua volta.

em menos de nada: todo o Mundo terá sido contagiado.

... imagina o que não terias podido fazer se te tivesses permitido arrotar de satisfação enquanto esfregavas a barriguinha.

(se por esta altura estás a sorrir, deixa-me dizer-te: hoje ainda não é amanhã. E a tua vida já começou a mudar)

percebes agora?

(sim, percebo, um monte de gente a arrotar de satisfação e a esfregar a barriguinha amanhã - dirão todos aqueles que (ainda) só conseguem ver a "forma" da Vida e não a Própria)

por isso talvez seja mais fácil guardares isto para amanhã, l'après-midi.

até as formas, amanhã, suportarão tua percepção, teu Amor, tua Consciência.

por isso prepara-te e espera activamente. Amanhã, l'aprés-midi, esfrega a barriguinha depois de comeres e recorda a ti próprio:

"hoje, a vida mudou!"

sim sim. É tão fácil quanto isto.

não te esqueças nem demitas mas é de esfregar a barriguinha. E se te lembrares, permite-te arrotar de satisfação *

Enviar um comentário