1 de setembro de 2012

pensamentos taoístas - IV



« Quem dirige os outros, acaba confuso.
 
E quem se deixa dirigir, vive triste.
 
O ideal é não desejarmos influenciar os outros
 
Nem nos deixarmos influenciar por eles.
 
E viver com o Tao, na terra do grande Vazio.

Mesmo que tenha muito mau feitio,
um homem que atravessa um rio num barco
não se zanga se um barco vazio colidir com o seu.
Mas, se nesse barco estiver alguém,
Vai-lhe gritar que vire o leme.
E gritará outra vez se o grito não for ouvido
E começará a praguejar.

Porque há alguém dentro do barco.
Se o barco estivesse vazio,
Não gritaria nem ficaria zangado.

Se conseguirmos esvaziar o nosso barco,
Ao atravessar o rio do mundo,
Ninguém se nos oporá.
Ninguém nos tentará fazer mal. »

* textos taoístas de Chuang Tzu