21 de dezembro de 2012

Capricórnio 2013

 

CAPRICÓRNIO

(Signo Solar ou Ascendente)

Que potencial imenso!, o da boa e firme decisão que tomou, consciente ou inconscientemente há uns anos, de regressar de cada crise, perda ou descida aos infernos não só com todas as aprendizagens e conquistas  que lhe cabem, mas principalmente com um senso cada vez mais claro do seu propósito e poder pessoal.

A sério. Olhe para trás, que é como quem diz: evoque as memórias, e as diferenças em si, desde há uns anos. Pode facilmente reconhecer que está irreconhecível, verdade? Não são os cabelos brancos – é o olhar. Olhe bem. Passaram-se o quê, quatro cinco anos? Está muito mais crescida... adulta. Muito mais dorida. E cansada. E muito mais sábia, inteira, e pronta a enfrentar novos desafios com uma nova maturidade.
 
Afinal, o mundo agora clama por seres responsáveis. Por adultos hábeis, e responsivos, em tempos que não são para meninos. Capricórnios à linha da frente: chamam-se, à medida que vai chegando o seu tempo, aqueles que nasceram meninos já adultos, responsáveis e com a capacidade invulgarmente desenvolvida de aguentar e cumprir. Os mais ambiciosos, os mais resistentes. Os mais cumpridores, esforçados ou capazes. Os...

Adivinhe quem vão chamar a seguir.

Ah, sim, o amor e saúde vão bem, sim. Marque a saúde para Março, o amor para Julho, e vá trabalhar. Que este tempo não é para meninos.

8 comentários:

Catarina Gomes disse...

Obrigada, realmente é assim que sinto. Mts tem sido os tombos, mas ao levantar tem sido com mais força, mais serenidade, e uma bagagem de aprendizado enorme.
Grata, um abraço

Anónimo disse...

Que loucos estes últimos 4 a 5 anos, tal como dizes...sinto que ainda não chegou ao fim!!! Que ainda há + para caminhar! Há sempre, responderás tu!!!!!!!!!!
Sim, sinto-me cansada...sim, o rosto marca-o!!!
Estou diferente? Quem não estaria!
Irreconhecível? Por dentro sem dúvida!

Neste último mês voltei a quebrar...tento manter-me de pé, mesmo com as pernas e os joelhos a fraquejar, com o coração a explodir e a sentir uma dor aguda, com os nervos na flor da pele...mas ainda me aguento de pé! Estoicamente...diria eu!!!!!

Qual sábia, qual madura, qual adulta...PORRAAAAAAAAAAAA!!! A mim só me apetece gritar, chorar, berrar e se possível adormecer durante uns anitos :-)

Sim, sim, em cada crise apercebo-me de novas "coisas"...sim, é com base numa reflexão da minha vida passada (as ditas memórias) que desmonto ou monto o puzzle (ainda não entendi bem qual deles, nem quero saber!!!). Claro que me ajudam a entender...a entender pelo que passei...claro que ainda não entendi aonde é que esta me irá levar.

A astrologia tem sido uma ferramenta extraordinariamente útil na compreensão das crises, permite acalmar-me nos momentos de maior intensidade, dado que para o meu ser é importante entender (aquele entendimento estúpido de mente inferior)...entender porque lá vou eu fazer uma visita às minhas entranhas, ou visitar os cantinhos do sotão onde andavam perdidos certos pensamentos. Claro que não a faz passar mais rápido...faz-me "tentar" aceita-la, colaborar com ela, enfim!!!

Respira, respira e observa que no teu peito tudo está sereno...é apenas a tua mente a enviar mensagens que te instabilizam e que consequentemente originam um redemoinho de emoções, as quais por sua vez se manifestam através de sensações físicas de mau-estar.
Fantástico!!!! É aqui que tenho que chegar? É limpar o sotão, a arrecadação, dispensa, garagem, e...............

Ai! Ai! Hoje fico por aqui...é o meu desabafo, o meu contributo!
Da Lisboeta a residir no Algarve, capricórniana, que recebeu carta de despedimento logo a seguir ao workshop que deste em Albufeira este ano com o José Augusto. Também já o esperava correcto!!! Ah! Acabei por não ficar desempregada.

Abraço forte Nuno.

Anónimo disse...

Há tantas coisas em que me revejo no que foi escrito...
Quando era pequena, diziam que eu era uma senhora, tal era o porte e a responsabilidade.
Nos tempos que correm, não posso dizer que a vida me corre muito mal, mas esta crise que nos afeta a todos, afeta-me também a mim, principalmente, porque me hipotecou o futuro e me está a retirar a esperança. Posso dizer que sempre peguei a vida pelos cornos, que tudo o que tenho foi conseguido com muito trabalho e que nunca desisto, por muito negra que seja a situação. Nas grandes crises também tenho que descer aos "infernos" para depois renascer das cinzas, sempre mais forte. As sensações fisicas de mau-estar são reais. Em épocas de grande cansaço abundam as enxaquecas, as dores no peito, no estômago, o torcicolo, as dores de coluna. A pressão que fazemos sobre o organismo é tão exagerada que ele tem que reagir...Deveriamos reaprender a viver, mas não era a mesma coisa. Votos de um bom 2013 a todos.

Anónimo disse...

Neste momento nem me reconheço...Estou preparada para perder tudo o que construi...Sim, a oito anos que luto e sempre que resolvo um obstáculo apareçe outro.
Nada fácil!!! sim, tou cansada, muito cansada, tem sido uma luta inglória. Estou triste, por estar a viver esta situação sem a ter criado apenas por ter confiado e acreditado e confiado num miserável.
Passei a acreditar e a aceitar que o meu prepósito neste mundo, nesta vida era esta, para poder ter alguma paz interior.
Acredito que um dia vou ser feliz!!! obrigada Nuno, realmente é "lixado" ser uma capricórniana...

Anónimo disse...

Cada situação que vivo é a descoberta de quem sou. O que Era já foi. Um novo Ser surge e emerge, a cada nova experiência, com novos comportamentos por mim irreconhecíveis daquela que outrora fui!

maria anuviada disse...

cansada não estou,fiz e faço um manguito á tristeza que a vida é melhor sem tristezas. Dorida também não,porque as coisas já me passam ao lado,e eu encaro as coisas como eles tem de ser encaradas,afinal a vida é feita de crises e vitórias e as coisas são passageiras.Sábia sim e por isso não me chateio muito com as diferentes estações do ano.No inverno protejo-me e no verão dispo-me e uso sempre protetores.Estou mais jovem,mais alegre e de olho vivo.Já não me iludo nem com os "MESTRES" nem com tretas irrealistas.Sou mais alegre,mais prudente,e sei onde piso.Maria das Neves.

maria anuviada disse...

Dorida não estou,cansada também não.Estou mais alegre e mais sábia.Já não me iludo com "MESTRES"não vou em tretas cor de rosa e tenho os pés assentes na terra.Depois de anos e anos de pesquisa já separo o trigo do joio e só ouço o meu Mestre interno.Continuo só ,porque o conhecimento é uma jornada solitária ,estar sozinho é BOM e não tem de ser dorido,pelo contrário.Estou serena e muita atenta.Continuo firme na minha decisão de não cobrar a quem não tem e o dinheiro vai aparecendo e estou sempre disponivel para partilhar o que sei.Gracias a la vida.
















maria anuviada disse...

Não é lixado ser uma capricorniana...é um privilégio.Maria Anuviada mais conhecida como Maria das Nuvens ou das Neves