31 de agosto de 2015

reminder da Aurora

... eu sei (tão Aquário!), ou imagino (isto é mais Peixes),

 - enfim, acredito - vejo - ou simplesmente relaxo os esfíncteres, e a glote, para entregar a mensagem sem mais intromissões ou delongas -

que estamos todos na iminência de uma GRANDE mudança - individual e colectivamente,

e que estamos na sinuosa recta final

antes que a *coisa* mude.

estamos no fim_zinho do fim_de qualquer coisa,
- e tu saberás de que se trata, na tua vida -

e venho aqui pedir-te,

convocar-te,

convidar-te,

reCordar-te,

dia em que coisas mudam - 17 de Abril 2015



há dias em que coisas mudam. E se precipitam processos de mudança. E também daqueles processos que aparentemente serão retrocessos nos processos de mudança em curso. Retrocessos na acção e discurso. Mas que são os retrocessos que aceleram os percursos, porque concentram energia que não se traduz em movimento externo imediato, e ao fazê-lo, por perfazê-lo, alteram a relação entre a contenção e o acto.

e na contenção há tensão atenção à tensão - de modo que no imediato, e no interior, se concentram os processos de mudança em curso que aceleram o percurso da dança em decurso.

23 de agosto de 2015

perfectly imperfect


... hoje tive a Graça de viver mais um dia perfeito. Nem sempre, ou quase nunca, escrevo ou falo sobre a dimensão mais estritamente pessoal da Vida que se vai vivendo através de mim - não porque não tenha o que contar - e deus sabe, deus sabe o quanto me preenche diariamente de instântaneos multi-coloridos e plurivalentes que ficarão para sempre entre nós, mim e deus, digo, a não ser que eu escolha torná-los comuns, como agora -, mas porque se fosse sobre mim que eu quisesse escrever, fazia log-out do Facebook e comprava um diário

(este texto foi originalmente postado no Facebook antes de aqui vir parar)

20 de agosto de 2015

Zeitgeist 3: moving forward (legendado)



este filme é de visionamento "obrigatório",

em especial nestes tempos de Júpiter em Virgem

- e embora já seja de 2011,

toda a informação neste filme (o terceiro de uma trilogia)

pode ajudar tremendamente a perspectivar

a actualidade do Mundo em que vivemos *


a biologia da percepção (Bruce Lipton, PhD.)



em complemento ao artigo sobre Júpiter em Virgem,

pensei que pudesse ter interesse em ver isto também

(clique no vídeo, abaixo):









19 de agosto de 2015

Manifesto



Escrevi este manifesto para mim próprio, para poder lê-lo e relê-lo quando preciso de me recordar a mim própri@ de mim. Quando releio o manifesto, renovo os meu votos: vivo de acordo com a minha consciência e em paz, de bem com as decisões a cada passo, totalmente presente, e consciente de cada momento em que me faço (o único momento em que o posso por via do tempo e do espaço), fazendo-me presente assim, e às escolhas conscientes, fazendo conscientemente das escolhas os presentes com que me faço.

... and love shall rise again!

para quem leu o meu artigo sobre o Júpiter em Virgem (já mete nojo!),

acaba de dar esta notícia na RTP:




"o número de animais abandonados atingiu um recorde em Portugal o ano passado. Chegaram em média 600 cães e gatos - por semana - aos canis e gatis municipais. A Ordem dos Veterinários propõe ao governo medidas de incentivo fiscal a quem tenha animais domésticos."

deixem-me fazer uma legenda astrológica:

18 de agosto de 2015

Jornada ao Inconsciente - Astrologia e Imagens Mentais

clique para ampliar


The Bali Experience 2015



com Alan Oken, Michael Bartlett, Laura Nalbandian, e nUno Michaels
4 a 20 de Setembro de 2015

Conference I: The Wisdom of Astrology -- The Complete Lunar Landscape* 
September 4 to 11, 2015*

Conference II: The Mechanics of Consciousness and The Opened Eye*
September 13 to 20, 2015*


Bali é conhecida como "A Ilha dos Deuses". Honrando o seu nome, a população de 4 milhões alberga mais de 1 milhão de templos. De facto, existem mais templos do que casas, em Bali - e quase todos permanentemente a serem usados! Desta forma, e independentemente do nível de turismo, a verdadeira essência Hindu de Bali permanece intacta. Desde 1983 que Alan Oken é um visitante frequente desta ilha mágica e desde há sete anos que chama a Bali a sua casa.

Clique no vídeo para um lampejo do que Bali pode ser:




Junte-se a nós, e a um grupo de professores muito especiais, para explorarmos alguns dos locais mais belos e sagrados desta ilha enquanto estudamos, num grupo internacional de estudantes de todo o Mundo, a Sabedoria da Astrologia e os Mecanismos da Consciência e descobrimos mais do que nos une, inspira, e guia.


inscrições fechadas

Alegria por partilhar esta Experiência!



as Doze Forças - Astrologia e Imagens Mentais



Júpiter em Virgem: o deus das pequenas (grandes) coisas pt. 4/5



Carle Van Loo - Júpiter e Antíope



Conforme prometido (Júpiter é sempre uma espécie de promessa),

é nesta quarta e (esperemos!) última parte do artigo dedicado ao ingresso de Júpiter em Virgem – artigo que estou eu próprio a descobrir de que trata, à medida que o escrevo (and how Jupiter is that?) – que abordamos as manifestações, expressões e ressonâncias mais prováveis e naturais de que Júpiter acabado de entrar em Virgem é semente, e que virão, com o tempo, a encontrar formas mais ou menos espectaculares, evidentes, gritantes, ou discretas, de se manifestarem até que nos cheguem aos ouvidos, à percepção, ao conhecimento, às notícias, ao concreto, à 3D, à consciência colectiva da massa, e assim nos caírem no colo, na sopa, e se materializarem – ou não! -, dando-nos sempre, e independentemente do resultado, material para pensar, reflectir, observar, conferir, contrastar, equacionar, rever, e aprender sobre este tremendo mistério que é a Vida, e sem o qual – mistério – nem de Vida apetece chamar.

17 de agosto de 2015

Júpiter em Virgem: o deus das pequenas (grandes) coisas pt. 3/5



Johann Carl Loth - "Júpiter e Mercúrio visitam Philemon e Baucis"


Se leu atentamente as partes anteriores deste artigo, e tem um interesse essencial neste tema (mesmo que não tenha “estudos” eheheheh), já terá provavelmente uma ideia do que Virgem simboliza na vida, uma intuição do que Júpiter significa e propõe, e já deve estar farto de tantos pormenores e preliminares. É natural: mas ao menos agora sabe como se sente um Júpiter em Virgem: sem paciência para merdinhas, perdão, para detalhes – e a ter que levar com elas, porque quer queira quer não, é simplesmente esse o “espírito dos tempos”. De Júpiter em Virgem, pelo menos.