27 de abril de 2016

Aviso / reminder

Avisa-se, e lembra-se

Encontrou-se um gato. Perdeu-se um gato. Miou um gato. Capou-se um gato. Miou-se um pouco. Mirou-se um pouco. Virou-se um tanto. Miou um tonto. Ruiu uma casa. Aluiu uma rua. Casou-se um Rui, transbordou um rio, miou um pouco. Riu-se um rio, aluiu um louco, casou-se outro tonto, cansou-se mais um pouco, e quem casou entretanto, ruiu mais um tanto. Um gato perdido ainda era pouco, um rio casado é só mais um louco.

Cantou-se o fado, mirou-se o distante, subiu-se um monte, mirou-se ao espelho, viu-se o espanto, subiu-se o mirante, desceu-se outro tanto.

Ruiu outra casa, casou-se outro gato, acasalou outro Rui, aderiu mais um louco, esgatanhou-se mais um pouco, esgatanhou-se outro tanto, miou-se entretanto.

Flui o mesmo rio, que já não é o mesmo entretanto, e do cimo do mirante, ainda se vê algum pouco, mas já não se vê tanto.

Perdeu-se um gato, encontrou-se um louco, descontrolou-se um Rio, e um Rui, capou-se um monte, ri-se num pranto.

É só mais um momento de Vida neste largo da Graça, pela Graça do que é largo, e ecos de gatos e miados e loucos fazem lembrar dos rios que ecoam e dos poucos, que juntos são tanto e sozinhos são tão pouco, que fluem e riem e aluem por todos os largos, e todas as graças, e todos os cantos

Deste mundo de loucos e encantos em que se capam e se casam ruis enquanto miam gatos pelos cantos, e se perdem, e se encontram, com nós e laços e como nós outros tantos e tão loucos

Ruindo por todos os lados

Rindo por todos os cantos

Enquanto se fazem ruas e casas, e se desfazem rios e mirantes, e abundam por todos os lados os mortos e os vivos que se fazem e renascem a todos os momentos, em todos os cantos, em todos os risos, em todos os cantos

De um mundo redondo que continua a girar de tal maneira que só um gato perdido é capaz

De se encontrar.

Afixe-se, para que todos se lembrem, e para que todos cantem, e chorem,  e riam, e quanto os ruis dançam, todos se possam esquecer, e recordar, dos silêncios que não soam, e se cantam *

Por este e qualquer outro largo, e canto, em que os cantos são redondos e é esse o seu encanto,

Pela graça do que é largo, e graças a Deus apesar de ser redondo, ainda se encontram, e cantam, hinos à Vida que encanta

Em cada canto *

25 de abril de 2016

25 de Abril, em 2016

... estive a desfrutar, hora e meia atrás, o mar de gente na Av. da Liberdade que celebra o 25 de Abril, comovido pela movimentação colectiva e pela noção da força de um povo Unido, e que (só) assim: jamais será vencido.

Os ideais do 25 de Abril estão vivos, graças a Deus, e pelos vistos, no coração de tantos portugueses 🌹

... dei por mim também a pensar que este ano - não sei - este 25 de Abril tem um gosto especial, e não vejo que seja puramente projectivo, subjectivo, isto é: exclusivamente "meu"... e depois a mente astrólica (anónima) ligou-se e às antenas: acontece-me quando algo me chama a atenção como às orelhas dos gatos, que as espetam quando vêem qualquer coisa que os interessa: e também eu, como os gatos, apurei os sentidos, espetei as antenas - e fui fazer Mapas :-D

24 de abril de 2016

Workshots - intensivos de Astrologia em Lisboa

Aberta aos (e)ternos estudantes da nossa linguagem bem-amada que nela encontram um guia, e uma via, para o auto-reconhecimento, auto-superação e transcendência,

Esta é uma série de mini-workshops a decorrer até Maio de 2016, de portas abertas a quem queira juntar-se-nos, sempre que possa,

destinados a apoiar o nosso crescimento pessoal e o nosso desenvolvimento astrológico, numa perspectiva psicológica, espiritual, metafísica, e também prática,

e aberta aos (e)ternos estudantes da nossa linguagem bem-amada que nela encontram um guia, e uma via, para o auto-reconhecimento, auto-superação e transcendência,

6 de abril de 2016

formulação de objectivos na Lua Nova

Faça deste exercício o seu ritual mensal, nas horas que se seguem à Lua Nova. Leia na íntegra a informação que se segue, para ter uma visão clara do que lhe é proposto.

Certifique-se de que inicia sempre este ritual mensal após o momento exacto da Lua Nova e nunca antes: tenha este cuidado.

O ideal é que o possa fazer, tipicamente, nas oito horas que se seguem ao momento exacto da Lua Nova. Esse é o momento energeticamente mais potente e significativo, em que a Lua está em conjunção exacta com o Sol, isto é, no mesmo grau e no mesmo Signo. A cada duas horas, a Lua avança um grau no Zodíaco, afastando-se do Sol a esse ritmo. Oito horas após a Lua Nova, a Lua ter-se-á afastado do Sol cerca de quatro graus. Procure fazer este exercício dentro desse período.

29 de fevereiro de 2016

a dança do Amor no momento

Ela caminha de uma surpresa recente ao encontro do seu próprio poder, ele gradualmente desce das nuvens para confrontar a realidade. Se Deus quiser, ele vem mais inspirado e aberto, de coração tocado pelo sagrado. Ela reconcilia-se com o poder da sombra, e qualquer dia

Qualquer dia dá-se a magia e tudo mudará, outra vez, para sempre

- mas  não sem ele assumir, e sem olhar para trás, um novo rumo e dimensão, nascido da espuma das noites, o sonho e o mistério,

E será ela, quem sabe outra vez mas certamente desta vez, a abrir-lhe o caminho, a mostrar-lhe a porta, a trazer-lhe o entusiasmo e a confiança para que avance. Ele, por seu lado, e por enquanto, ainda pode ajudá-la a trilhar o seu próprio caminho nem sempre iluminado, dando-lhe luz, olhando com bons olhos a sua descida - a dela - às trevas no fundo da mina onde encontrará as pepitas do seu próprio poder de se curar, e o caminho de regresso já mais inteira a si própria. Ele estará lá, aí, todo o tempo, quanto mais não seja, porque sem ela renascida a nova fase dele também não se dá.

Não é questão de amor pessoal ou egoísta, nem sequer de princípio. Nem a razão nem a lógica entram nisto. Está para lá dos afectos, nem há justificação que alcance.

É simplesmente a dança do Amor no momento.

É deus cumprindo-se. Pai e Mãe regozijando-se em seu cósmico entrelaçamento.

É a Vida cumprindo-se.

Não há muito a dizer.



17 de fevereiro de 2016

Unidade


Conhece a filosofia hindu chamada Advaita Vedanta, segundo a qual toda a separação é ilusão?

Participação

O Dom de Aquário

Conhece a frase do profeta americano Edgar Cayce que diz “pássaros da mesma plumagem voam juntos”?

O que significa para si esta frase?

7 de fevereiro de 2016

os doze mandamentos de Urano - e a Lua Nova de Aquário


amanhã, dia 8 de Fevereiro, há uma Lua Nova em Aquário em sextil com Urano. Dada a forte ênfase "uraniana" desta próxima Lua, que marca o "tom" do próximo mês, pensei que pudesses querer (re)aproveitar este artigo, ao qual acrescentei uns insights para te guiarem no futuro imediato. Se não leres até ao fim - podes não ter paciência -, fica a saber que não fazes ideia do que perdes ;-) principalmente, o meu pedido de que divulgues esta informação: estou convencido de que pode ajudar muita gente.


quando escrevi este texto originalmente, tinha acabado de (re)ler uma frase do Mark Twain que diz assim:

"não deixes que a escola interfira com a tua educação."


e identifiquei, espontanea e imediatamente, a "energia" de Urano/Aquário a expressar-se através dos "assuntos" da Casa III (aprendizagem, escola, "educação" obrigatória). Assim funciona a mente astrológica treinada: reconhecendo em cada manifestação a energia essencial dos Arquétipos que a Astrologia revela.


e isso inspirou-me a escrever uma espécie de "Dodecálogo" ("Os 12 Mandamentos") de Urano para/em cada uma das Casas Astrológicas

3 de fevereiro de 2016

Saturno-Neptuno: a arte da contaminação

... Já reparaste, certamente, na quantidade anormal de vírus que circulam na "rede" por estes dias. 

... e na quantidade de notícias, e medo, por causa dos vírus (Zika, anyone?)

Era previsível, embora seja insondável, o que é real - mais além do que parece. E é bem provável que o "real" nos pareça impossível.

E tudo isso, é (só) mais uma expressão de Saturno quadratura a Neptuno (Novembro 2015 a Outubro 2016):

Quando as barreiras, as protecções, os limites, ficam permeáveis.

E o insidioso se insinua. E invade. E quando damos por isso já está dentro do sistema, contaminando, contaminando insidiosamente - como é característico do insidioso.

Mesmo que sejam apenas rumores, informação manipulada, e contra-informação.

Agora... pensa nas fronteiras geográficas deste mundo.

as quadraturas de Saturno-Neptuno: webinar


 
para tornar esta informação mais acessível a um maior número de interessados, o preço promocional até final de Fevereiro de 2016 é de apenas 10€, e não 18€ (preço normal).
 
Na sequência do Webinar "Saturno em Sagitário - colectivo e pessoal", e do reconhecimento que as tensões (quadraturas) formadas nos Céus entre Saturno e Neptuno a partir de Novembro de 2015 e até Outubro de 2016 são os principais desafios deste ano (2016),

dedicamos este Webinar, realizado em Novembro de 2015 e com a duração de 2h30 (duas horas e meia), a compreender mais profundamente a natureza e os resultados prováveis da combinação destes dois Planetas tão diferentes, os desafio que nos colocam, e possíveis formas de honrar, nas nossas vidas, a energia resultante desta combinação, tradicionalmente considerada uma das (mais) difíceis.

25 de janeiro de 2016

Mercúrio directo - 25 Janeiro 2016



... e bom.

hoje, daqui por umas horas (cerca das dez da noite), Mercúrio termina a sua primeira retrogradação do ano;

e embora isso não seja, por si só, "suficiente" para podermos esperar uma mudança profunda ou sequer significativa na energia colectiva, é definitivamente um dos ingredientes importantes, e digo-vos por quê, na minha percepção.

- além de que - é evidente - todas estas coisas "tocam" (a) cada Um de maneira diferente e específica, por motivos que não vou agora explicar (o Mercúrio ainda está retrógrado, não há muito por dizer, e muito menos, explicações a dar) ;-) :P

mas de uma forma, por assim dizer, "genérica", convido-nos a Tod@s a con_siderar o seguinte (é só a minha percepção, a minha miopia, a minha leitura, e o meu preconceito - e as coisas, como dizia o meu saudoso Manuel Lopes, são o que são e valem o que valem)

inda assim, aqui fica, à laia de balanço:

19 de dezembro de 2015

Feliz Natalidade

Este é um tempo de culminar.



todos os anos, ao redor do 21 de Dezembro, o Sol estícia-se; e as trevas distendem-se. É a noite mais longa do ano no nosso hemisfério. O Sol aparentemente estaca durante três dias - e não deixa de ser irónica a sua paragem aparente, já que começa por ser o seu movimento a primeira ilusão -



e a noite parece durar mais do que nunca.