8 de dezembro de 2018

Os Tempos Actuais - palestra


download digital

da gravação da palestra de 6 de Dezembro de 2018 no Instituto Macrobiótico de Portugal sobre Os Tempos Actuais. São mais de duas horas e meia de áudio contextualizando o momento presente, as propostas e as tarefas evolutivas ao nosso alcance entre 2008 e meados da próxima década (2025/26); como podemos, nas nossas vidas individuais, honrar as energias colectivas e, assim, colaborar com o inevitável, reduzir o atrito, a resistência e o sofrimento evitáveis - e viver, cada vez mais, a favor do(s) Tempo(s).

- ou também pode olhar para a coisa como uma consulta astrológica de Trânsitos, aplicável a toda a gente. Que bela prenda de Natal ;)

Ao compreendermos as energias de Urano em Touro, Neptuno em Peixes, Saturno e Plutão em Capricórnio, e as que se seguem, podemos finalmente compreender - e transformar - metade dos nossos dramas pessoais em batalhas com Propósito, Sentido, e Utilidade, pelo menos no que nos toca e teremos pela frente - com ênfase particular nos próximos dois a oito anos.




testemunhos de participantes

"Saí mais rica, mais alinhada. Foi uma Palestra/Encontro maravilhoso, e tu foste crescendo com o tempo mágico que ali ajudaste a criar - de visão, inspiração e clarificação, de consciência. Adorei subir à montanha contigo, com todos." 

"Uma viagem, extraordinária a capacidade de decifrar 'tempos tão interessantes'. Muito obrigada."

"Sinto a cada dia que passa a urgência e a importância do compromisso com a minha verdade individual e sei também que esse processo será inevitável, em termos de crescimento pessoal, nos próximos anos. Talvez há uns anos preferisse aguentar o embate (com o meu espírito combativo) a preparar-me para a mudança, mas hoje percebo que quando nos cruzamos com pessoas que se sabem comprometer e ser verdadeiros não precisamos de aguentar tudo sozinhos ou aguentar o embate como se do fim do Mundo se tratasse."

"Eu andava nos últimos tempos com dúvidas em relação a uma escolha determinista da minha vida que precisava mesmo de ser tomada de uma vez por todas, e saí ontem da tua palestra totalmente decidida: escolhi pelo que me faz vibrar, pelo que me faz feliz, pelo que pode (um dia) fazer o mundo mais feliz. Independentemente de tudo (que se f*da! É que já nem quero mais saber!). E sinto-me muito bem assim, numa energia boa de confiança e esperança, por um mundo (primeiramente o de cada um) que pode ser mais belo, bonito e saudável."

"Inspirador e a inspirar a despertar o melhor de nós. Os tempos "futuros" ou a visão deles (ou previsão como se diz por aí), são oportunidades para ganhar consciência e para atravessarmos a maré no melhor de nós. A Escolha com que vivemos a nossa vida é que realmente determina os nossos destinos. Grata sempre pelas sementes que espalhas em nós."

"Uma sessão vertiginosa." 

"As vertigens não te retiraram a capacidade de acordar em mim, de forma sp mto intensa, a necessidade de me reinventar, ir mais fundo para o q de facto é Essencial. Obrigada querido Nuno, transmissor da msg astral"


Sobre o download digital

uma vez recebido o comprovativo da transferência de 10e., ser-lhe-á enviado um link de acesso à gravação desta conferência em 2 partes (+ uma intro que não tem a ver com o tema da palestra mas foi mantida porque ajuda a compreender os comentários sobre as vertigens :-)

com esse link pode aceder às três partes em qualquer altura; para ouvir on-the-go ou guardar para uso futuro. Pode regressar em qualquer altura: a gravação permanecerá disponível nesse link, a não ser que detectemos acessos não autorizados ou quaisquer outras irregularidades ou anormalidades. Seja como for, para garantir o acesso futuro a este material, encorajamos a que faça o download e guarde a sua cópia. E ofereça umas quantas, afinal,

neste Natal *


veja o vídeo abaixo

... não queremos ser apanhados de surpresa: ver no vídeo o que queremos evitar, ou melhor: "o que aí vem", se não formos... Nós :-D



Um Compromisso de Fogo com o Futuro


(para escrever, completar com informação do próprio Mapa Astrológico e de acordo com a sua Consciência, e assinar - idealmente - na sequência da Lua Nova de 7 de Dezembro 2018)

 

 
(para transcrever e preencher nos espaços adequados, indicados ao longo do texto)


"Hoje é Lua Nova e é dia de inícios. E hoje é Lua Nova em Sagitário, o signo da Aventura, da Verdade, e do Caminho.

Hoje é o início da próxima etapa.

A partir de hoje sou livre de ser quem sou. E totalmente responsável por isso. Hoje sou livre de ser quem sou,

E absolutamente responsável por isso.

Caminho em Liberdade, Caminho em Verdade, Caminho em Amor. Livre. E cada passo que dou,

É um passo sagrado.

Hoje começo uma caminhada cada vez mais livre de (expressões inferiores do signo do meu Júpiter-Signo-Casa, coisas e pessoas regidas e simbolizadas pelo meu Júpiter-Signo-Casa, palavras-chave para a Casa que Júpiter ocupa no teu Mapa, palavras-chave “inferiores” para o Signo que Júpiter ocupa no teu Mapa - you get the picture).

E dedico o resto da minha vida a amar-me, a respeitar-me, e a viver – a descobrir, e a regojizar-me no processo – o meu potencial.

Assumo também, com humildade, as minhas limitações (Elemento de Saturno no teu Mapa. Por ex: emocionais – Água, mentais - Ar, de fé – Fogo, práticas - Terra) e todas as outras.

Assumo com dignidade o meu valor e o meu potencial, a minha natureza e a verdade mais profunda do meu Ser.

Serei semper fidelis. A minha batalha ou jornada, ninguém tem como compreendê-la mais ou melhor do que eu; e apenas eu tenho a responsabilidade de a aceitar. Eu tenho apenas a responsabilidade de a aceitar.

Agora,

três coisas que assumo perante e doravante:
 
- eu nasci para (Signo do Nódulo Norte no meu Mapa)

- eu nasci para (Signo e Casa do regente do signo do Nódulo Norte no meu Mapa)

- eu vou fazer algo de bom com a minha vida, também em honra dos meus antepassados e todos aqueles que viveram antes de mim, que me deram a vida, e me ofereceram esta oportunidade sagrada. 

E os próximos três passos necessários, ao alcance da minha decisão e auto-evidentes, para me fazerem avançar nesta jornada, são:

-

-

-
 

Hoje é Lua Nova em Sagitário.

Hoje começa a minha nova vida, se bem que,

É bem possível que eu só veja os resultados do que iniciei agora mesmo só lá mais à frente. E ainda bem.

Porque é essa mesma a grande aventura e bem-aventurança desta oportunidade maravilhosa chamada Vida."
 
eu, em 7 de Dezembro de 2018, aqui dato e assino firmando o meu Compromisso que lerei e lerei para me manter focado e direcionado nestes tempos em que é tão difícil manter o Norte, o Nódulo, e o Júpiter no lugar

29 de novembro de 2018

uma visão do futuro (parte 1)



Maio de 2026

Todos os Planetas Lentos, os que cartografam a evolução colectiva da Humanidade, entraram - depois de um ano de arranques e retrogradações, avanços e recuos - finalmente em signos novos e yang: signos ligados com a projecção da energia para o futuro. Signos de Fogo e Ar, ligados com novos ideais e visões, ideias, e formas de relação, comunicação e sociabilidade.

Urano entrou em Gémeos ao fim de oitenta anos, Neptuno voltou ao primeiro signo do Zodíaco, Carneiro, depois de cento e sessenta anos, Plutão entrou em Aquário em fim de duzentos e cinquenta. São números aproximados, apenas para nos recordar que Urano precisa de oitenta e quatro anos para dar uma volta ao Zodíaco, Neptuno cento e sessenta e cinco, Plutão duzentos e cinquenta.

Não é algo que aconteça todos os dias, Neptuno (misticismo e transcendência) ingressar no primeiro signo do Zodíaco, dar início a uma qualidade absolutamenta nova, e assim começar uma nova jornada de século e meio;

não é algo que aconteça todos os dias, Plutão (transformação colectiva e individual) ingressar em Aquário, signo de ideais sociais e visões de futuro, para só lá regressar um quarto de milénio depois;

e não é algo que aconteça todos os dias, Urano regressar a Gémeos, depois lá ter passado pela última vez em meados da década de 1940, a propiciar saltos quânticos na mentalidade colectiva e nas formas pelas quais comunicamos e nos transportamos. As cidades futurísticas dos anos 90 do século passado são, agora e cada vez mais, a realidade.

Até Saturno - principalmente Saturno - que cartografa, juntamente com Júpiter, a maneira como as culturas e as sociedades “filtram” as energias cósmicas mais impessoais e "universais" representadas pelos planetas mais lentos, e procuram - tantas vezes sem consciência disso, é evidente - dar-lhes forma e expressão - através dos paradigmas (paradigma, na acepção que lhe deu Thomas Kuhn) e das instituições sociais a quem cumpre exercer, dentro da consciência colectiva, o papel que lhes cumpre para que se cumpra o “zeitgeist” de cada tempo histórico; até Saturno, dizia, que representa o filtro social das energias universais ingressou num novo signo, num novo ciclo, e está pronto para mais uma viagem de trinta anos: acabou de ingressar (também ele) em Carneiro.

Estamos em Maio de 2026, e o início de uma nova Humanidade e de uma nova consciência colectiva desponta, como aurora, no nosso horizonte comum.

uma visão do futuro (parte 2)

(sugere-se que antes desta obra de ficção, a primeira parte deste Solstício de Inverno 2017. Todos os direitos reservados ao autor. Partilha e citação livres e encorajadas desde que respeitada a fonte original e o blogue http://www.taoenchoice.com)

Foram dias extraordinários, aqueles. Na madrugada do dia 20 de Dezembro desse ano, três horas antes de nascer o Sol, Saturno regressava a Capricórnio, depois de haver abandonado o principal signo sob sua regência 26 anos atrás (Saturno rege os dois Signos do Inverno no nosso hemisfério: Capricórnio e Aquário; se bem que Aquário, para ser original, acabou por descobrir para si próprio um novo regente quando se avistou o excêntrico planeta Urano no século XVIII, e lá foi encontrando maneira de dividir o mal pelas aldeias, ou melhor, de se dividir, o Aquário, pelos dois. Enfim, modernices!)

Há vinte e seis anos atrás, depois do pôr-do-sol (na verdade o Sol já se tinha posto, e quem se estava a pôr, a essa hora exacta, era Vénus; e Marte tinha acabado de culminar), Saturno deixou o seu domicílio, Capricórnio, para uma longa jornada pelo Zodíaco que só viria a cumprir-se agora, hoje, no dia 20 de Dezembro de 2017, com o regresso ao seu domicílio de famoso fiscal do Zodíaco (Saturno fiscaliza, enquanto se desloca, distribuindo recompensas e castigos consoante o que encontra pelo caminho; e como simboliza o reconhecimento e sucesso, e tem má fama, é o famoso fiscal do Zodíaco): até é caso para dizer, quando Saturno regressa ao domicílio, e se Saturno fiscaliza, que isto é que se chama domicílio fiscal. Ou então, fiscal ao domicílio.