21 de dezembro de 2014

carta ao Pai Natal





Pai Natal,
este ano eu continuo a querer:
que possam todos os seres habitar no Coração
que possam todos os seres libertar-se do sofrimento
que possam todos os seres viver em Paz
que possam todos os seres curar-se.


desculpa ser de ideias fixas e pedir-te o mesmo todos os anos, mas sabes, por muito fixa que seja, não é sequer uma ideia. É uma necessidade profunda do meu ser, que ainda não se curou, nem libertou do sofrimento, nem consegue viver em Paz - enquanto todos os outros não viverem também *
podias começar pelos animais, depois as crianças, depois os mais velhotes, depois os adultos magoados, as plantas e as pedrinhas ao mesmo tempo - pode ser?

enquanto não me trazes a prenda que eu ando a pedir há tanto tempo, eu vou-me embrulhando e oferecendo e desembrulhando a mim mesmo, sozinho e com a ajuda dos meus amigos, mas quero que saibas que contamos contigo também.

também sei que tens muitas prendas para entregar em muitos sítios, que a comida das renas está pela hora da morte, e que nem sempre podes contar com os anões,
mas também oiço tanta gente dizer que quem não chora não mama,
não é que me venha para aqui chorar,
porque te escrevo com Alegria, e Esperança,
mas não custa pedir. Pois não?

então, já sabes:

este ano eu continuo a querer:
que possam todos os seres habitar no Coração
que possam todos os seres libertar-se do sofrimento
que possam todos os seres viver em Paz
que possam todos os seres curar-se.

e tu também, Pai Natal *

PS: o meu pai, que é Rei-Mago, disse para eu escrever a carta esta noite, ao pôr do Sol, porque assim os meus desejos realizavam-se mais depressa. E eu começo a ter alguma pressa. Achas que vou ficar um adulto teimoso, impaciente e de ideias fixas? Então é melhor aviares-me já, ou quando for grande, vou começar a mandar-te mails todos dias...

20 de dezembro de 2014

Webinar: Lua Nova, Vida Nova, Consciência Renovada


um pouco antes das 2am de segunda-feira, dia 22 de Dezembro (GMT), dá-se a Lua Nova de Capricórnio, que coincide - este ano - com a entrada do Sol em Capricórnio (o Solstício de Inverno no Hemisfério Norte), e, portanto, com o início "oficial" do Inverno e faz, assim, desta nova fase um momento particularmente especial no ciclo anual da(s nossas)Vida(s).

4 de dezembro de 2014

Carneiro - Dezembro 2014




Se o mês passado foi constrangedor, frustrante, pesado, depressivo, irritante, e marcado - em suma - por contrariedades, fica já a saber que este não tem nada a ver.

Touro - Dezembro 2014




Se é d@s que ainda não desistiu de acreditar (o que nem sempre tem sido fácil de fazer nas últimas semanas, meses e anos: manter a fé e a confiança perante tantas adversidades e desafios), este mês trar-lhe-á as recompensas por se manter firme na sua própria convicção de que as coisas não podem senão melhorar. Quer dizer, poder podem - mas não parece ser disso que trata este mês.

Gémeos - Dezembro 2014



Passadas as dúvidas, esquecimentos ou confusões possíveis, para não dizer prováveis, logo no início do mês, você começa a ganhar balanço para um dos meses mais estimulantes e fluidos dos últimos tempos. Até a vida familiar parece conspirar para @ apoiar nos seus recentes, ou próximos, projectos.

Caranguejo - Dezembro 2014



Não sei se já lhe disseram, ou se já teve oportunidade de perceber (que é como quem diz, de aceitar), mas a sua vida recente tem sido - e será - um autêntico carrossel. Carrossel não, que anda à roda: montanha-russa, que tem altos e baixos, e mudanças de direcção quando menos se espera.

Leão - Dezembro 2014



A escolha é muito simples, e simultaneamente muito difícil - não tanto de fazer, mas de viver: a escolha entre usar uma máscara e desempenhar um papel que @ fará (acha você) ficar bem na fotografia, parecer bem aos seus próprios olhos, e viver uma persona oca que não @ levará, a prazo, a lado nenhum - ou então, encontrar nesse Coração ou através dele a coragem de viver de forma autêntica e ainda, se possível, ser generoso com os outros como é da sua natureza quando não é a amnésia a tomar conta.

Virgem - Dezembro 2014



Este mês terá provavelmente um relance, um lampejo, e o prenúncio daquilo que terá de vir a enfrentar - isto é, de resolver e lidar - mais à frente; fique atento, porque ignorar os sinais agora pode vir a representar, no futuro, uma desnecessária perda de tempo. Uma coisa é ser optimista, outra é fechar os olhos àquilo que pode vir a ser necessário encarar de frente. E se pré-ocupar-se realmente não serve de nada, distrair-se ou optar pela denegação serve igualmente de tão pouco.

Balança - Dezembro 2014



Por escolha ou coação: costuma ser assim que a evolução se dá neste plano. E a sua evolução, por estes dias, passa por recolher os tentáculos, recuperar o equilíbrio, e enraizar-se mais firmemente dentro de si próprio.

Escorpião - Dezembro 2014

Felizmente você resiste a tudo, senão já nem estaria a ler estas páginas.

Sagitário - Dezembro 2014



Nem sempre um aparente retrocesso na sua legítima, e natural, vontade de expansão e avanço para novos e mais gloriosos horizontes é propriamente um retrocesso; quanto mais não seja, porque mesmo quando regressa a lugares, revisita pessoas ou sentimentos do seu próprio passado já não é a mesma pessoa que por lá passou, nem traz o mesmo olhar, e muito menos o mesmo coração. Quer dizer, é o mesmo, mas sem ser. E isto é avançar, aparentemente retrocedendo. Ou retroceder, para poder avançar.

Capricórnio - Dezembro 2014



Concerteza que há muitas coisas nesta vida - e na outra, certamente - que devem, ou precisam, ser levadas a sério.